Ainda sobre cashback!


Depois do antigo anterior no qual eu demonstrei a vantagem acumulada de dois programas de cashback combinados, alguns alunos me perguntaram no privado: Mas professor, 2,5% de cashback vale a pena?


Resolvi demonstrar e ilustrar para vocês com um extrato do meu próprio cartão, vejam no slide o valor resgatado, o disponível no momento e o percentual atual.


Devo esclarecer que corresponde a 10 anos de utilização. Quando adquiri o cartão o percentual era de 2% e foi aumentando 0,1% a cada ano, até chegar a 2,5% no quinto ano e permanecer, é um programa que visa a fidelização do cliente e a concentração de gastos no cartão.


Até pouco tempo era permitido, além de abater o valor na próxima fatura, sacar os créditos no caixa eletrônico do banco, mas cumprindo uma determinação do Banco Central hoje o valor só pode ser abatido na fatura.


Imaginemos uma fatura média mensal de R$ 2 mil que geraria um cashback de R$ 50,00; em um ano você obtém uma devolução de R$ 600,00. Mas lembre-se que geralmente este tipo de cartão tem anuidade, então é preciso fazer os cálculos se vale a pena no seu caso.


Coincidentemente, neste dias que eu preparava este artigo, recebi uma oferta de um cartão com cashback de um banco pequeno e sem anuidade. O cashback dele varia de 0,8% a 1% e depende de compras em determinados estabelecimentos parceiros. Como não tem anuidade, certamente vale a pena conhecer.


Quem quiser mais detalhes, saber que cartões são estes, tanto o meu, quanto este novo, pode me perguntar no privado.



Posts Em Destaque
Posts Recentes