O que dá para fazer com o aumento do salário mínimo?

O salário mínimo nacional foi reajustado em 6,47% passando de R$ 880,00 para R$ 937,00 a partir de 1ºde janeiro de 2017, o que correspondente a R$ 31,23 a mais por dia. Parece pouco. E é! Mas acredite, o hábito de poupar tem muito mais a ver com comportamento e atitude do que com o tamanho da renda.

Muitos se perguntam como é possível viver dignamente recebendo um salário mínimo por mês?


Sem entrar nesta polêmica, a verdade é que muitas pessoas recebem ou têm o salário referenciado no mínimo. Segundo dados do DIEESE hoje 47,9 milhões de pessoas recebem salário mínimo, e o incremento de renda será de R$ 35 bilhões, gerando um aumento de arrecadação de R$ 18 bilhões.


Dos 30 milhões de brasileiros que recebem benefícios previdenciários pelo INSS, 60% recebem um salário mínimo, ou seja 18 milhões de pessoas. O aumento do salário mínimo também vai impactar no pagamento do abono salarial do PIS/PASEP e na contribuição mínima para a Previdência do empregado que passa de R$ 70,40 (8%) para R$ 74,96.


Estamos falando de aumento bruto de R$ 57,00 ou se considerarmos a contribuição previdenciária, de uma aumento líquido de R$ 52,44 na renda do trabalhador que recebe o mínimo.



Pois bem, o que fazer com este aumento?


Se pensarmos em aumento de consumo, este valor corresponde a 12% da cesta básica calculada pelo DIEESE em dezembro de 2016.

Esse valor pode ser direcionado para a amortização de dívidas, demonstrando ao credor na negociação, que este é o valor que ele pode desembolsar por mês para pagar a dívida.

Para quem está equilibrado financeiramente - ou seja, tem um orçamento apertado, não falta, mas também não sobra nada no fim do mês - esta é uma oportunidade de iniciar o hábito saudável de poupar.


Para quem acha que é pouco, veja a seguir o montante ao longo do tempo, partindo de uma simulação bastante conservadora de investimento, com um reajuste anual de 5% na parcela investida e uma rentabilidade líquida de 0,7% ao mês, temos os seguintes valores acumulados:

- 01 ano R$ 654,00 - 05 anos R$ 4.267,93 - 10 anos R$ 11.933,21 - 15 anos R$ 25.087,33 - 20 anos R$ 46.998,85 - 25 anos R$ 82.749,94 - 30 anos R$ 140.210,81 E finalmente, para aqueles que já são investidores - acredite, conheço quem ganhe o mínimo e consiga poupar - a oportunidade é de aumentar a parcela investida mensalmente. S


Seja qual for o perfil, é fundamental neste momento fazer ajustes, pois teremos ainda um ano difícil em 2017. Portanto revise constantemente seu orçamento familiar, procure identificar desperdícios e mude hábitos de consumo. Converse com a família e coloque os sonhos no orçamento, pois a poupança vinculada a um sonho ganha força.


Tenha um relacionamento sério com o seu dinheiro para realizar sonhos.

Posts Em Destaque
Posts Recentes