Dicas para investir usando o 13º salário


Algumas pessoas têm o que eu chamo de perfil investidor: possuem total controle de seus gastos, têm um orçamento familiar organizado, criaram o hábito de poupar, não gastam tudo o que ganham e não tem vergonha de pedir descontos quando compram à vista. Os investidores curtem o presente mas sem descuidar do futuro e poupam com propósito. Ou seja, seus investimentos estão sempre vinculados a sonhos, metas e objetivos.


Para quem tem esse perfil, os sonhos vêm antes dos gastos no orçamento, pois sabem que para manter o hábito de poupar precisavam viver um padrão de vida um degrau abaixo do a renda permite. São pessoas que já fizeram as provisões para as despesas de início de ano, que possuem uma reserva para emergências (seja na poupança ou em algum investimento de liquidez imediata), e já traçaram seus sonhos de curto, médio e longo prazos. Além disso, sabem quanto eles custam e poupam todos os meses, buscando investimentos que protejam o dinheiro da inflação e garantam também uma rentabilidade.


Onde investir? Portanto, para este grupo de pessoas, a minha recomendação é que gastem o 13º salário com aquilo para o qual ele foi idealizado e criado: com as festas de Natal e Ano Novo.


Para quem não tem dívidas a pagar e já possui investimentos e provisionamentos, esse benefício é ideal para o propósito que foi criado: auxiliar na compra de presentes, itens para as ceias e confraternizações, sem preocupações e sem usar reservas.

Desejo a todos que estejam neste grupo o ano que vem!


(Foto: Francinete Sanches)


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square